Josep Borrell

Político e governante espanhol, Josep Borrell Fontelles, nascido a 24 de abril de 1947, em Pobla de Segur, na Catalunha, junto aos Pirenéus, atingiu o auge da sua carreira quando chegou à presidência do Parlamento Europeu, em 2004.
Filho de um padeiro, deixou a escola aos dez anos para ajudar no negócio do pai. Contudo continuou a estudar, em casa, com grande sucesso. Depois regressou à escola e, já em Madrid, formou-se em Engenharia Aeronáutica, assim como fez um doutoramento em Ciências Económicas. Tornou-se também catedrático em Matemáticas Empresariais.
A nível profissional, Borrell trabalhou durante sete anos na empresa gasolineira espanhola CEPAS.
Aos 32 anos começou a dedicar-se à política, filiado no PSOE (Partido Socialista Operário Espanhol).
Entrou pela primeira vez para o Governo em 1984, quando foi nomeado Secretário de Estado do Tesouro. Esteve sete anos no cargo tendo recebido a alcunha de "O Inquisidor" graças à luta que moveu contra a fraude fiscal. Abandonou o cargo em 1991 para se tornar ministro das Obras Públicas, Transportes e Ambiente.
Em 1998, já com o PSOE na oposição, Josep Borrell tentou assumir a liderança do partido e nas primárias internas bateu o seu concorrente Joaquín Almunia com 55 por centos dos votos. Contudo, devido à falta de apoio por parte da direção do PSOE, em maio do ano seguinte acabou por abdicar da liderança em favor de Almunia.
Nos anos seguintes, representou a Espanha em diversas atividades relacionadas com a União Europeia. Nomeadamente, em 2002 participou na elaboração do esboço da Constituição Europeia nas áreas económica, Europa social, política externa e defesa.
Em 2004, Josep Borrell foi cabeça de lista do PSOE em Espanha para as eleições europeias, que foram ganhas pelo seu partido.
A 20 de julho do mesmo ano, Borrell foi eleito presidente do Parlamento Europeu graças ao acordo entre o Partido Popular Europeu, de centro-direita, e o Partido Socialista Europeu, de esquerda. Borrell, que substituiu Pat Cox, esteve em funções até 16 de janeiro de 2007, dando então o lugar a Hans-Gert Poettering.
Como referenciar: Porto Editora – Josep Borrell na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-08-01 15:47:38]. Disponível em