Juglandáceas

Família de plantas dicotiledóneas distribuída por oito géneros e 59 espécies. É constituída por árvores aromáticas, caducifólias e monoicas.
As juglandáceas (Juglandaceae) encontram-se principalmente em zonas temperadas do hemisfério Norte, estando também distribuídas por regiões tropicais e subtropicais.
As folhas das plantas desta família são caducas, alternas ou, raramente, opostas, compostas e sem estipulas. As flores são pequenas e unissexuais. As flores masculinas formam amentilhos, geralmente com quatro tépalas e três a numerosos estames. As flores femininas têm perianto epigínico, brácteas unidas na base, gineceu com dois carpelos soldados e, normalmente, dois estigmas curtos ou alongados. O ovário é ínfero e unilocular. Não têm nectários.
O fruto é uma noz ou semelhante a uma noz, frequentemente uma sâmara ou drupa com uma camada carnosa muito fina.
As juglandáceas têm interesse comercial. A espécie Juglans nigra é usada como planta ornamental e algumas espécies como a Juglans regia, conhecida popularmente por nogueira, e a Carya illinoensis, conhecida por nogueira pecana, são utilizadas na alimentação humana. As nozes destas árvores são muito nutritivas, mas algo indigestas pelo seu conteúdo em gorduras.
A nogueira é ainda utilizada para obter um óleo que é utilizado no fabrico de tintas e sabões e em medicina popular no combate a parasitas intestinais. A casca, as folhas e camada carnuda do fruto desta planta nogueira são muito ricas em tanino, pelo que se utilizam na indústria dos curtumes. A madeira é muito apreciada em marcenaria e como chapa na cobertura de móveis. Tipicamente é com madeira de nogueira que se fazem as culatras das armas de fogo.
Como referenciar: Porto Editora – Juglandáceas na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-12-08 19:46:50]. Disponível em