Juha Kankkunen

Piloto finlandês, nasceu a 21 de abril de 1959, em Laukaa.
Kankkunen começou oficialmente a competir em ralis em 1978 ao participar, ao volante de um Ford Escort RS2000, em provas locais na área de Laukaa.
No ano seguinte, estreou-se em provas do Mundial no Rali dos Mil Lagos, na Finlândia, onde ficou num excelente 14.º lugar com o seu Escort. Nas épocas seguintes, o jovem piloto teve prestações de bom nível em provas disputadas no seu país, o que chamou a atenção dos responsáveis da equipa Toyota. Em 1983 foi contratado pela Toyota e com um Celica TCT conquistou um positivo sexto lugar nos Mil Lagos.
Em 1985, Kankkunen despontou finalmente como um dos melhores pilotos do Mundial. A sua primeira vitória aconteceu no Rali Safari, no Quénia, prova onde nunca tinha participado. Ainda nesse ano venceu o Rali da Costa do Marfim.
Em 1986, mudou-se para a Peugeot onde pela primeira vez conduziu um carro de quatro rodas motrizes, o 205 T16 E2. Adaptou-se rapidamente à viatura e venceu os ralis da Suécia, Grécia e Nova Zelândia, aos quais juntou outras boas prestações. No final, sagrou-se campeão mundial de ralis pela primeira vez.
No ano seguinte, o finlandês mudou para a equipa italiana Lancia e com um Delta HF 4WD venceu os ralis da Grã-Bretanha e dos Estados Unidos. Acabou por ganhar de novo o Mundial de Ralis.
Kakkunen mudou de novo de equipa e regressou à Toyota. Contudo, com o Celica GT-4 só alcançou um triunfo em dois anos, ao chegar em primeiro no Rali da Austrália de 1989.
1990 ficou marcado pelo regresso à Lancia e por nova vitória na Austrália, desta feita ao volante de um Delta. Na época seguinte, manteve-se na Lancia e voltou a ser campeão do Mundo, tendo ganho cinco provas do campeonato, entre as quais o Rali Mil Lagos.
Em 1992, ainda na Lancia, venceu apenas uma prova, precisamente o Rali de Portugal. Decidiu então regressar de novo à Toyota e foi campeão do mundo pela quarta vez em 1993, com vitórias nos ralis Safari, Argentina, Mil Lagos e RAC (Inglaterra).
O piloto finlandês passou então por um período menos positivo, afetado por uma desqualificação da equipa Toyota no Mundial de 1995. Esteve algo apagado até que surgiu em força a meio da época de 1997, ao serviço da Ford, com um Escort World Rally. No entanto, em 1998 fez uma temporada discreta, devido à falta de potência do Ford.
Em 1999 deu-se nova mudança de equipa, passando Kankkunen a correr pela Subaru, alcançando vitórias no Mil Lagos e na Argentina. Nesta altura, o finlandês tinha conquistado 23 vitórias em provas do Mundial de Ralis, um número recorde.
Paralelamente ao Mundial de Ralis, Kankkunen esporadicamente participou em provas de todo-o-terreno. Em 1988 estreou-se no Rali Paris-Dakar com uma vitória, conduzindo um Peugeot 205 T16.
Como referenciar: Juha Kankkunen in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-18 06:30:08]. Disponível na Internet: