Karl Lagerfeld

Estilista francês nascido em 1933, em Hamburgo, na Alemanha, morreu a 19 de fevereiro de 2019, em Paris.

Aos 14 anos Karl Lagerfeld acompanhou a sua família, quando esta emigrou para Paris. Começou por trabalhar no atelier de Pierre Balmain, onde só se aguentou três anos por não gostar do ambiente que lá imperava. Dedicou-se então a trabalhar como desenhador freelancer e passou por casas como a Krizia, a Valentino e a Charles Jourdan.

Estas experiências, no início da década de 60, garantiram-lhe a embalagem necessária para, em 1964, ingressar na conceituada Chloë, onde lhe deram carta branca para fazer pronto-a-vestir feminino delicado e leve, que ficou ao nível do que na época se fazia nas casas concorrentes. Em 1972, a coleção Deco, que consistia em roupa com impressões a preto e branco e um corte inovador, propiciou o reconhecimento mundial pelo talento do estilista de origem alemã.

Em 1983, desenhou a sua última criação para a Chloë, passando então a trabalhar na Chanel como responsável pelas coleções e pelo pronto-a-vestir. Lagerfeld foi o responsável pela elevação da marca Chanel ao estatuto de uma das mais conceituadas da alta-costura mundial graças às suas criações que misturavam o estilo predominante na casa nos tempos anteriores à Segunda Guerra Mundial com as tendências contemporâneas. Mas estas misturas pouco ortodoxas provocaram sentimentos antagónicos no mundo da moda internacional. Por um lado, diziam que injetava sangue novo numa casa que estava em queda, por outro, diziam que Coco Chanel devia estar às voltas no túmulo.

No mesmo ano em que começou a trabalhar para a Chanel, 1983, Lagerfeld lançou a sua própria marca, onde imperam as peças a combinar práticos casacos curtos de cores brilhantes com rendas de formas suaves, de modo a obter o que chama de estilo com sexualidade intelectual. Com o nome Lagerfeld, o costureiro alemão podia dar-se ao luxo de lançar roupas que não se enquadravam no estilo da Chanel.

De rabo de cavalo, óculos escuros e o inseparável leque, Lagerfeld, apesar de ao longo da sua carreira ter mudado várias vezes de empresa, conseguiu manter um estilo muito próprio nas suas criações, independentemente de quem o contratava.


Como referenciar: Karl Lagerfeld in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-04-23 05:35:26]. Disponível na Internet: