Kenji Mizoguchi

Um dos mais famosos realizadores japoneses, Kenji Mizoguchi nasceu a 16 de maio de 1898, na cidade japonesa de Tóquio, filho de uma família pobre. O pai, carpinteiro, viu-se obrigado a vender a sua irmã mais velha como gueixa. Em 1915, com a morte de sua mãe, foi estudar pintura, entrando pouco depois num jornal como desenhador publicitário. Decidiu tentar a carreira de ator num pequeno estúdio de cinema, onde se especializou em fazer papéis cómicos femininos. Depressa se tornou realizador, filmando perto de 80 pequenos filmes mudos em pouco mais de sete anos, o mais célebre dos quais foi Furusato No Uta (A Canção do Lar, 1929). Os anos subsequentes mostraram um Mizoguchi influenciado pela cultura ocidental e pela cinematografia americana, em épicos como Genroku Chushingura (1941), Danjuro Sandai (1944) e Meito Bijomaru (1945), todos eles encomendados pelo Governo japonês em plena Segunda Guerra Mundial. Findada a guerra, preocupou-se em realizar filmes com uma marcada preocupação político-social: Josei No Shori (A Vitória das Mulheres, 1946), Yoru Non Onnatachi (Mulheres da Noite, 1948) e Saikaku Ichidai Onna (A Vida de Oharu, 1952) que lhe proporcionou o Leão de Ouro do Festival de Veneza. A obra que lhe trouxe maior notoriedade foi Ugetsu Monogotari (Contos da Lua Vaga, 1953), um drama passado no Japão feudal que conta a história de dois amigos camponeses que abandonam a sua aldeia natal, um para se tornar samurai e o outro para trabalhar na cidade. O reconhecimento internacional não modificou os hábitos de trabalho de Mizoguchi: Sansho Daiyu (O Intendente Sansho, 1954), em que descreveu assaz poeticamente o exílio de um governador, e os seus primeiros filmes a cores, Yokihi (1955), uma história de amor entre um imperador e uma camponesa, e Akasen Chitai (1956 ), um relato sobre a prostituição em Tóquio. Morreu vitimado por uma leucemia em Quioto, a 24 de agosto de 1956. Juntamente com Akira Kurosawa e Nagisa Oshima, é o realizador nipónico mais divulgado no mundo ocidental.
Como referenciar: Kenji Mizoguchi in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-18 22:17:45]. Disponível na Internet: