Kiran Desai

Escritora indiana, nascida a 3 de setembro de 1971, em Nova Deli, ganhou notoriedade com o seu segundo romance, The Inheritance of Loss, com o qual conquistou o Man Booker Prize em 2006.
Kiran Desai, filha da também escritora Anita Desai, passou a infância na Índia e aos 14 anos mudou-se para Inglaterra. No entanto, apenas um ano depois, foi com a família viver para o estado do Massachusetts, nos Estados Unidos da América. Kiran Desai frequentou a universidade de Columbia, onde aprendeu escrita criativa, mas em meados da década de 90 interrompeu os estudos por dois anos para se dedicar à escrita do seu primeiro romance, Hullabaloo in the Guava Orchard. Esta obra, publicada em 1998, ganhou o prémio Betty Trask, entregue pela Sociedade de Autores a escritores com menos de 35 anos que pertençam à Commonwealth. O livro foi bem recebido pela crítica e destacado por autores conceituados como Salman Rushdie.
Em 2006, Kiran Desai lançou o seu segundo romance, The Inheritance of Loss, que demorou oito anos a ser completado e viria a ganhar o Booker Prize, um dos mais importantes galardões literários de língua inglesa. Kiran Desai tornou-se então com 35 anos a mais jovem mulher a ganhar este prémio, ultrapassando assim a sua compatriota Arundhati Roy. The Inheritance os Loss conta a história de um velho juiz reformado que vive em sossego retirado no sopé dos montes Himalaias. No entanto, o seu sossego acaba por ser abalado devido a problemas relacionados com os seus descendentes.
Na altura em que lançou esta obra, Kiran Desai vivia nos Estados Unidos da América, embora tenha passado grandes temporadas na Índia para escrever algumas partes do romance.
Como referenciar: Kiran Desai in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-05-27 01:00:24]. Disponível na Internet: