Kurt Weill

Compositor alemão, nascido em 1900, começou a sua carreira no início da década de 20 do século XX, depois de terminados os estudos musicais em Berlim. A sua primeira ópera, The Protagonist, de Georg Kaiser, foi composta em 1926. Mas cedo se devotou aos musicais e a sua colaboração com Bertolt Brecht tornou-o famoso por toda a Europa.
Em 1933 evita o domínio nazi, primeiro em Paris (1933-1935), depois nos Estados Unidos da América, até à data da sua morte.
A sua carreira ficou marcada por três princípios: preocupação com a justiça social; busca incessável de autores dramáticos e letristas para seus colaboradores; capacidade de adaptação a qualquer tipo de audiência. Dos seus trabalhos destacam-se: Violin Concerto (1925), The Threepenny Opera (Bertolt Brecht, 1928), Rise and Fall of the City of Mahagonny (Bertolt Brecht, 1930), The Pledge (Caspar Neher, 1932), The Seven Deadly Sins (Bertolt Brecht, 1933), Lady in the Dark (Moss Hart e Ira Gershwin, 1941), Street Scene (Elmer Rice e Langston Hughes, 1947), Lost in the Stars (Maxwell Anderson, 1949).
Faleceu em 1950, vítima de ataque cardíaco, quando estava a trabalhar na adaptação musical de Huckleberry Finn, deixando para trás uma reputação que continua a crescer à medida que a sua música é interpretada.

Como referenciar: Kurt Weill in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-20 04:13:20]. Disponível na Internet: