Larry Hagman

Ator norte-americano, Lawrence Martin Hagman nasceu a 21 de setembro de 1931 em Fort Worth, Texas. Filho de uma atriz, Mary Martin, e de um procurador, foi viver com a avó em Los Angeles quando os seus pais se divorciaram. Quando tinha 12 anos, a avó morreu e Larry voltou para casa da mãe. Decidiu mais tarde seguir a carreira da mãe e juntou-se ao Theatre-in-the-round no Texas, entrando depois numa produção do New York City Center de Taming the Shrew e atuando num teatro regional durante um ano. Mais tarde, participou no "show" da sua mãe South Pacific durante cinco anos. Depois ingressou na Força Aérea americana e, no fim do serviço cumprido, entrou em várias peças como Once Around the Block, Career e Comes a Day, entre outras.
Em 1956, estreou-se na televisão com a série The Edge of Night, onde se manteve durante dois anos. Em 1964, estreou-se no cinema em pequenos papéis em filmes como Sette Contro la Morte, Ensign Pulver (Dos Fracos Não Reza a História) ou o drama de guerra Fail-Safe (Missão Suicida), realizado por Sidney Lumet, adaptando o livro de Eugene Burdick. Seguiu-se outro drama de guerra, In Harm's Way (A Primeira Vitória, 1965), de Otto Preminger, baseado no livro de James Bassett, com John Wayne e Kirk Douglas. Ainda em 1965, participou na série televisiva I Dream of Jeannie, onde interpretou o amável astronauta Anthony Nelson durante cinco anos, tornando-se conhecido do grande público. Continuou a participar em séries como The Good Life (1971) e Here We Go Again (1973), contracenando com Lauren Bacall na versão para televisão do êxito da Broadway Applause (1973). Fez mais algum cinema em pequenos papéis: Stardust (1974), a comédia Harry and Tonto (1974), The Big Bus (1976), o épico de guerra The Eagle has Landed (A Águia Pousou, 1976), de John Sturges, e a comédia Checkered Flag or Crash (Loucos Sobre Rodas, 1977), de Alan Gibson.
Mas é com a famosa série televisiva Dallas (1978) que Larry atinge o estrelato, assegurando a sua carreira televisiva. Dallas esteve em exibição durante 14 anos e foi uma das séries mais vistas de sempre. Contava a história de uma família texana com negócios no ramo do petróleo e o seu retrato do cínico e cruel J.R. Ewing, um dos filhos do clã Ewing, recebeu aplausos da crítica e foi reconhecido pelo mundo inteiro como a figura mais odiada de uma série televisiva.
Em 1995, entrou em Nixon, de Oliver Stone, e adoeceu gravemente com uma cirrose devido ao excesso de álcool, tendo que proceder a um transplante do fígado e ficando internado durante sete meses. Um ano depois, já recuperado, participou no telefilme Dallas: J.R. Returns (1996) e no ano seguinte regressou às séries em Orleans, no papel do Juiz Luther Charbonnet. Mais tarde, participou na mini-série baseada na obra de Ken Follett The Third Twin (1997). Em 1998, interpretou o papel do governador Picker em Primary Colors (Escândalos do Candidato), de Mike Nichols, com John Travolta, Emma Thompson e Billy Bob Thornton. Participou depois em mais um telefilme sobre a saga da família Ewing, Dallas: War of the Ewings (1998).
Como referenciar: Larry Hagman in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-04-24 07:31:10]. Disponível na Internet: