Laurissilva

Floresta, cujo nome deriva de Laurus (loureiro, Lauráceas) e silva (floresta ou bosque), formada há 20 milhões de anos e que ocupava toda a área da bacia do Mediterrâneo. Atualmente sobrevive em alguns arquipélagos da Macronésia e nos arquipélagos da Madeira, Açores e Canárias. Na ilha da Madeira ocupa uma área de 1500 hectares e localiza-se predominantemente na costa norte entre os 300 e os 1300 metros de altitude, numa zona de condensação e formação de nevoeiro podendo considerar-se uma floresta relíquia.
Nesta floresta, as espécies vegetais dispõem-se em estratos: o mais alto é caracterizado pela existência de árvores de grande porte muitas delas pertencentes à família das Lauráceas como o til, o loureiro, o vinhático, o barbusano e ainda o aderno, o perado ou cedro da Madeira, o folhado e o pau-branco; no estrato médio abundam arbustos de folhagem perene, como as urzes, as uveiras, o piorno e o sanguinho; no estrato mais baixo encontram-se os fetos, os musgos, os líquenes e as hepáticas e outras plantas de pequeno porte com numerosos endemismos.
A laurissilva da Madeira, existente no parque natural, é considerada a mais extensa e bem conservada do mundo. É uma reserva biogenética do Conselho da Europa desde 1992 e foi incluída na lista do Património Natural da UNESCO em dezembro de 1999.
Como referenciar: Laurissilva in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-15 08:36:02]. Disponível na Internet: