Lawrence J. Ellison

Milionário e empresário norte-americano nascido em 1944, no Bronx, em Nova Iorque, filho de mãe solteira. Com apenas nove meses, contraiu pneumonia e a mãe, na altura com 19 anos, entregou Lawrence aos tios-avós para que estes o criassem. O futuro milionário passou a viver em Chicago.
Nos seus anos de estudante, Lawrence mostrou aptidões para Matemática e Ciências e chegou a ser eleito o melhor aluno do ano desta última disciplina na Universidade de Illinois. Quando estava a fazer os exames finais do segundo ano, a mãe adotiva morreu e ele abandonou a universidade. No ano seguinte, inscreveu-se na Universidade de Chicago, mas deixou a instituição no final do primeiro semestre, o que levou o pai adotivo, com quem tinha algumas desavenças, a achar que ele não tinha futuro.
Confiante nos conhecimentos de informática adquiridos na Universidade de Chicago, aos 25 anos partiu para Berkeley, na Califórnia, onde durante oito anos saltou de emprego para emprego. Um dos postos que arranjou foi o de programador informático na Ampex, onde construiu uma completa base de dados para CIA (serviços secretos dos Estados Unidos da América) chamada Oracle. Em 1977, em parceria com um antigo supervisor da Ampex chamado Robert Miner, fundou a Software Development Labs. A dupla aproveitou um conceito que a IBM não quis explorar e montou uma base de dados compatível com centrais de computadores e diversos terminais em simultâneo. Nessa altura renomeou a empresa para Oracle e encontrou os dois primeiros clientes: uma base da força aérea norte-americana e a CIA.
A partir de 1980, e durante sete anos, a Oracle duplicou anualmente as suas vendas. Entretanto, em 1986, a empresa entrou na bolsa e, quatro anos depois, passou por uma fase de grandes perdas que quase a deixou na bancarrota. Para dar a volta à situação, Ellison substituiu os seus jovens gestores por outros mais profissionais e experientes. Dessa forma, pôde passar a dedicar-se em exclusivo ao desenvolvimento de produtos informáticos. A nova versão da base de dados foi um sucesso e permitiu à empresa recuperar em dois anos o valor que tinha antes da crise de 1990.
A Oracle entrou noutra fase de grande crescimento e passou a ter como clientes bancos, companhias aéreas, de automóveis e grande empresas de venda a retalho. A companhia de Ellison beneficiou ainda do crescimento do comércio eletrónico, permitindo ao milionário sonhar com o objetivo de ultrapassar a Microsoft. A Oracle chegou a líder mundial do mercado de software de gestão de informação e ao segundo lugar na lista de empresas independentes de software.
Como referenciar: Lawrence J. Ellison in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-10-21 15:04:50]. Disponível na Internet: