Lecitidáceas

Família de dicotiledóneas que se distribuem por 30 géneros que, por sua vez, se difundem por 440 espécies. As plantas desta família são, na sua maioria, árvores, de grande porte.
As Lecitidáceas (Lecythidaceae) habitam naturalmente regiões tropicais, nomeadamente as florestas húmidas da América do Sul.
As folhas das árvores desta família são simples, inteiras ou recortadas, e alternas. Podem ou não apresentar estípulas. Têm inflorescências tipo racimo, terminais ou axilares, por vezes reduzidas a uma única flor. As flores são hermafroditas, irregulares ou regulares. O cálice é, em geral, formado por quatro a seis sépalas livres ou unidas, e a corola tem, em geral, quatro ou seis pétalas livres ou nulas. Os estames, unidos na base, são numerosos, estendendo-se como uma membrana encurvada sobre o gineceu. O gineceu tem dois ou oito carpelos soldados e estilete simples. O ovário é ínfero ou semi-ínfero, raramente súpero, com um ou numerosos óvulos por lóculo.
O fruto é uma baga ou cápsula lenhosa deiscente por um opérculo na parte superior. As sementes estão, em geral, inclusas no endocarpo lenhoso e aladas ou com um invólucro acessório procedente do desenvolvimento do funículo do óvulo (arilo).
Muitas das espécies de Lecitidáceas têm grande importância económica, seja pela madeira que produzem, seja pelos seus frutos e sementes comestíveis e saborosas, ou pelo seu valor ornamental.
São exemplos de espécies desta família a Bertholletia excelsa, que fornece boa madeira para a construção civil e tem sementes muito apreciadas, sendo conhecida como castanha-do-brasil ou castanha-do-pará; a Cariniana legalis, que é muito ornamental e produz madeiras para a construção civil - no Brasil é conhecida por jequitibá-rosa; a Couratari asterotricha, que é uma árvore muito frondosa e proporciona boa sombra - conhecida no Brasil por imbirema; a Couroupita guianensis, que é uma árvore ornamental cuja madeira leve é utilizada para o fabrico de embalagens leves e brinquedos - no Brasil é conhecida por macacarecuia ou abricó-de-macaco; e a Lecythis pisonis, com sementes comestíveis e saborosas, que fornece madeira utilizada em postes, mastros, entre outros utensílios; no Brasil é conhecida por sapucaia.
Como referenciar: Lecitidáceas in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-08 18:53:04]. Disponível na Internet: