lei da ação-reação

A lei da ação-reação, ou terceira lei de Newton (uma vez que foi o físico e matemático inglês Isaac Newton que a formulou) descreve o comportamento de um sistema quando este interatua com outro sistema, exercendo-se forças simultâneas.
Estas forças possuem a mesma direção, a mesma intensidade (valor numérico) e sentidos opostos.
Sempre que se verifica uma interação, as duas forças que interatuam constituem um par ação-reação e é indiferente considerar qualquer delas como ação ou reação. A lei da ação-reação diz que se um corpo exercer uma força sobre outro, este último exerce sobre o primeiro uma força que tem a mesma direção, o mesmo valor, mas de sentido oposto ao da primeira força.
São muitos os exemplos de pares ação-reação, dos quais se destacam pela sua importância: o par Terra/Lua constituído pela força que a Lua exerce sobre a Terra e a força que a Terra exerce sobre a Lua e o par Terra/corpo constituído pela força que a Terra exerce sobre o corpo e a força que o corpo exerce sobre a Terra.
A força que se exerce entre dois corpos é uma força atrativa, denominada por força de atração gravitacional.
Nos corpos pequenos esta força é muito fraca e não é detetada pelos métodos convencionais. No entanto, nas grandes massas como a Terra e outros corpos celestes originam-se forças gigantescas deste tipo.
Como referenciar: lei da ação-reação in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-02-25 06:12:45]. Disponível na Internet: