leis da combinação química

A combinação dos elementos origina compostos.
Para a combinação química existem três leis: a primeira, denominada lei da composição constante ou lei das proporções constantes ou definitivas, afirma que as proporções num composto químico são sempre as mesmas; a segunda lei, denominada lei das proporções múltiplas, afirma que quando dois elementos X e Y se combinam para formar mais do que um composto, a massa de X que se combina com uma massa fixa de Y estão numa razão simples de uma para a outra. Por exemplo, o carbono forma dois óxidos. Num óxido, 12 g de carbono combinam-se com 16 g de oxigénio (CO), no outro 12 g de carbono combinam-se com 32 g de oxigénio (CO2). As massas de oxigénio combinadas com uma massa fixa de carbono estão na razão 16:32, isto é, 1:2; finalmente, a terceira lei, denominada lei das proporções equivalentes ou lei das proporções recíprocas, afirma que se dois elementos X e Y formam um composto com um terceiro elemento, então um composto de X e Y terá X e Y nas proporções relativas nas quais reagem com Z.
Por exemplo, tanto o enxofre como o carbono formam compostos com o hidrogénio. No metano, 12 g de carbono reagem com 4 g de hidrogénio. No sulfureto de hidrogénio, 32 g de enxofre reagem com 2 g de hidrogénio. O enxofre e o carbono formam um composto com a proporção C:S de 12:24.
Como referenciar: leis da combinação química in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-15 08:36:39]. Disponível na Internet: