leis de Kirchhoff

As leis de Kirchhoff consistem em duas leis relacionadas com circuitos elétricos, que foram formuladas pela primeira vez pelo físico alemão Gustav Robert Kirchhoff.
Formam a base do cálculo das relações de correntes e tensões.
Assim, a primeira lei de Kirchhoff ou lei dos nodos (ponto da rede onde convergem três ou mais condutores) ou ainda lei da intensidade estabelece que a soma algébrica das intensidades das correntes que convergem num nodo é nula. Esta lei baseia-se na lei da conservação da carga elétrica. Para aplicá-la é necessário arbitrar um sinal para a corrente elétrica: as correntes que se aproximam do nodo são positivas e as correntes que se afastam do nodo são negativas.
A segunda lei de Kirchhoff ou lei das malhas (qualquer percurso fechado do circuito, compreendido entre vários condutores) ou ainda lei da tensão estabelece que em qualquer malha, a soma algébrica das forças eletromotrizes é igual à soma algébrica das diferenças de potencial nos diferentes ramos que constituem a malha. Esta lei baseia-se na lei da conservação da energia.
Para aplicar esta lei é necessário arbitrar um sentido positivo (sentido de circulação).
A corrente que tem este sentido é positiva, caso contrário é negativa. A força eletromotriz é positiva se debitar corrente no sentido da circulação, caso contrário é negativa.
Como referenciar: leis de Kirchhoff in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-18 21:25:49]. Disponível na Internet: