Lenda do Mouro do Cabril

Beatriz era uma jovem e bela camponesa, disputada pelos jovens do lugar. Influenciada pelas histórias da sua avó, sobre pastoras e príncipes encantados, ainda não se tinha decidido por nenhum pretendente.

Todos os dias, Beatriz levava o seu rebanho a pastar junto da ribeira do Cabril. Um dia, foi surpreendida por um príncipe encantado que a vinha buscar para a levar para o seu palácio de onde nunca mais sairia. Beatriz seguiu o seu sonho e nunca mais voltou a casa.
As mulheres diziam que decerto tinha sido o mouro do Cabril que a tinha levado. O mouro tinha fama de belo, poderoso e conquistador, e noutros tempos já tinha levado uma rapariga tão bela como Beatriz.

Passados anos, a mãe da jovem recebeu a visita do mouro que lhe pediu para ajudar Beatriz a ter o seu filho. A mãe seguiu o mouro até ao palácio encantado, prometendo sigilo contra a garantia de que o seu neto seria um homem livre.

A mãe visitou Beatriz em segredo durante anos. Um dia, o pai de Beatriz obrigou a esposa a acompanhá-lo a uma feira numa terra vizinha. Por entre a multidão, a mãe encontrou o mouro com o seu neto ao colo. Sem se conter, deu-lhe um recado para Beatriz na presença de todos. Logo em seguida, o mouro e a criança desapareceram em fumo.

Segundo dizem, a mãe de Beatriz ficou louca para sempre por causa do desaparecimento da filha, levada pelo mouro encantado do Cabril.


Como referenciar: Lenda do Mouro do Cabril in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-20 01:47:40]. Disponível na Internet: