leu

O leu é a moeda oficial da Roménia e tem por símbolo L e por código RON. É divisível em 100 ban e a entidade emissora de dinheiro é o Banco Nacional da Roménia, cabendo a cunhagem de moedas à Monetária Statului.
Foram lançadas moedas de 5, 10 e 50 ban e de 1 leu, assim como notas de 1, 5, 10, 50, 100, 200 e 500 lei, o plural de leu.
As moedas trazem representado o escudo de armas nacional, enquanto as notas trazem artistas (pintores, poetas, escritores, filósofos, etc), inventores, que partilham o espaço com imagens de plantas. Nas costas das notas, estão impressas imagens de monumentos ou edifícios de relevância nacional. É conhecido o uso de moedas no território onde fica a atual Roménia desde o século X a. C. Pela região circularam sucessivamente moedas gregas, celtas, dácias, romanas e bizantinas. Já no século XIV havia, em simultâneo, moedas boémias, búlgaras, genovesas, húngaras e venezianas, entre outras.
No século XVII, circulou no território uma moeda holandesa que trazia na face um leão. As moedas começaram a ser chamadas de "lei" (o plural de leu), que significa leões, e este termo passou a ser utilizado para designar dinheiro. Já ban significa moeda ou, também, dinheiro.
Em 1867 leu passou a ser a designação oficial para a moeda local.
O estado romeno foi oficialmente estabelecido em 1878 e adotou como moeda o leu. Em 1880, o Banco Nacional da Roménia começou a emitir notas. Em 1940, já na Segunda Guerra Mundial, as províncias de Bessarabia e Bukovina passaram a integrar a União Soviética e adotaram como moeda o rublo soviético, que esteve em vigor até setembro de 1941, quando as províncias foram recuperadas. Entretanto, na Dobrudja, conquistada pela Bulgária, vigorou na mesma altura o lev búlgaro e na Transilvânia foi usado o pengo húngaro, enquanto a Hungria dominou a província. Em 1944 a União Soviética ocupou a Roménia e instituiu o leu do Exército Vermelho.
A 15 de agosto de 1947, foi introduzido um novo leu, que valia 20 000 dos antigos. Após a queda do regime comunista, em finais de 1990, o leu desvalorizou bastante devido a inflação. Assim, em 2005 houve uma reforma da moeda na Roménia, e o novo leu surgiu a valer 10 000 dos antigos. Entre janeiro e julho de 2005, o leu foi a unidade monetária de mais baixo valor do mundo.
Após a adesão da Roménia à União Europeia, a 1 de janeiro de 2007 começou a ser preparada a transição para o euro, a moeda única europeia.
Como referenciar: leu in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-06-03 20:22:12]. Disponível na Internet: