Lima de Freitas

Pintor português, José Maria Lima de Freitas nasceu em 1927, em Setúbal. e faleceu a 5 de outubro de 1998, em Lisboa. Frequentou o curso de Arquitetura da Escola de Belas-Artes de Lisboa. De 1948 a 1954 dedicou-se intensamente à pintura, realizando nesse primeiro período uma série de obras que revelavam uma preocupação com um entendimento profundo do quotidiano. Em 1950, em Portugal, o neorrealismo encontrava-se no seu auge de vitalidade no domínio das artes plásticas colocando os pintores perante toda uma problemática difícil e urgente. Cinco anos antes uma grande esperança, vencendo a indiferença formalista, abrira aos intelectuais e artistas uma perspetiva de novos horizontes. Neste período, a pintura de Lima de Freitas coincide com uma primeira afirmação de realismo plástico que vinha ao encontro do realismo literário, assim como da pintura brasileira de um Portinari.
De 1954 a 1959, em Paris, Lima de Freitas dedicou-se especialmente à ilustração, área em que revelou uma qualidade invulgar. As suas ilustrações não são apenas alusivas, mas discursivas, denotando sempre uma grande preparação literária.
A partir de 1959 recomeçou a pintar intensamente, realizando algumas das suas obras mais interessantes. Realizou numerosas exposições e colaborou em vários salões coletivos, nomeadamente, nas Exposições Gerais de Artes Plásticas, durante dez anos consecutivos; na 2.a Bienal de São Paulo ou na Exposição Gulbenkian de 1957.
Executou painéis de azulejos, tapeçarias (tapetes de Portalegre), a cerâmica artesanal de Porches (Algarve) e numerosas ilustrações para livros e revistas.
É autor de obras relacionadas com a pintura como, por exemplo, Pintura Incómoda (1965).
É de salientar também a intensa atividade como ensaísta e divulgador dos problemas da arte contemporânea, assim como o cargo de direção que ocupou no Teatro Nacional de D. Maria e o de diretor-geral da Ação Cultural, da Secretaria de Estado da Cultura.

Como referenciar: Lima de Freitas in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-21 03:43:35]. Disponível na Internet: