Linda Gray

Atriz norte-americana, Linda Ann Gray nasceu a 12 de setembro de 1942 em Santa Monica, Califórnia. Começou a sua carreira como modelo e, mais tarde, fez diversos anúncios publicitários. Na televisão, estreou-se num pequeno papel no telefilme The Big Rip-Off, em 1975, onde também atuava, por curiosidade, Larry Hagman; os dois voltaram a cruzar-se mais tarde na série Dallas. No mesmo ano, estreou-se no cinema num pequeno papel na comédia That Lucky Touch, protagonizada por Roger Moore. No ano seguinte, participou no filme de terror Dogs, realizado por Burt Brincker Hoff e, em 1977, entrou na série cómica All That Glitters e no telefilme Murder in Peyton Place. Contudo, é em 1978 que Linda encontra a fama internacional ao participar na série Dallas, criada por David Jacobs, onde interpretou o papel de Sue Ellen, a mulher alcoólica de J.R. Ewing (Larry Hagman), papel que desempenhou durante 11 anos, até a série ser cancelada. Por este desempenho, foi aclamada pela crítica e nomeada em 1981 para o Emmy de Melhor Atriz numa Série Dramática e para o Globo de Ouro na mesma categoria, proeza que repetiu em 1982.
Continuou a participar em algumas séries de televisão, entre as quais Haywire (1980), no telefilme de James Will The Wild and the Free, entre outras. No cinema, atuou na comédia Oscar (1991), de John Landis, baseada na peça de Claude Magnier, voltando à televisão para participar em To My Daughter With Love (1994). Protagoniza depois a série Models Inc. (1994), onde interpretou Hillary Michaels, personagem originalmente da série Melrose Place, onde também participou como mãe de Heather Locklear em 1994. Em 1996, entrou no telefilme Dallas: J.R. Returns e, em 1998, voltou à saga da família Ewing no telefilme Dallas: War of the Ewings.
Em 1991, decidiu experimentar o teatro, estreando na peça Love Letters, ao lado do seu colega Larry Hagman, e recebendo muitos aplausos da crítica pelo seu desempenho. Mais tarde, participou na peça Agnes of God e, em 2000, fez a sua estreia como encenadora na peça Murder in the First, uma adaptação homónima da versão cinematográfica escrita por Dan Gordon (O Condenado de Alcatraz, 1995) e realizada por Marc Rocco.
Em 2001, substituiu Kathleen Tuner na peça The Graduate, uma produção do West End de Londres do filme de Mike Nichols, no papel de Mrs. Robinson. No mesmo ano, entrou na controversa peça Os Monólogos da Vagina.
Como referenciar: Linda Gray in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-15 09:57:45]. Disponível na Internet: