Lloyd George

Primeiro-ministro inglês, nascido em 1863 e falecido em 1945, começou por ser deputado do Partido Liberal, em 1890, e foi ministro do Comércio e das Finanças, em 1905 e 1908 respetivamente. Opôs-se à forma como a Inglaterra se envolveu na guerra dos Bóeres na África do Sul. Como ministro, influenciou a lei de pensões de reforma e a criação do Serviço Nacional de Saúde e o Fundo de Desemprego. Em 1911, enfrentou a Alemanha devido à terceira crise em Marrocos.
Inicialmente opôs-se à intervenção de Inglaterra na Primeira Guerra Mundial, mas acabou por mudar de opinião aquando da invasão da Bélgica. Durante a guerra, foi ministro das Munições e ministro da Guerra, mobilizando as indústrias de material bélico. Como primeiro-ministro, soube contornar a influência do general Haig, sendo a favor do comando unificado dos Aliados pelo general Foch. Durante o seu governo enviou comboios de navios da marinha mercante para aniquilar os bloqueios dos U-boats. No final da guerra participou na elaboração do Tratado de Versalhes.
Tornou-se impopular ao reconhecer o Estado livre da Irlanda, sendo-lhe retirado o apoio, facto que o levou a demitir-se.
Como referenciar: Lloyd George in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-05-27 07:07:36]. Disponível na Internet: