Artigos de apoio

loa

"A loa era, entre os antigos, o prólogo de uma peça de teatro, no qual o dramaturgo tecia o louvor da sua obra, ou pedia indulgência para os defeitos dela" (Dicionário de Literatura, Jacinto Prado Coelho). Esta definição foi também adotada pelos dramaturgos clássicos portugueses, embora o conceito se tivesse restringido, mais tarde, ao prólogo de composições religiosas.
Quando enquadrada na época medieval, trata-se essencialmente de uma composição poética laudatória dedicada a Jesus ou aos santos, ou, mais frequentemente, à Virgem, como, por exemplo, as loas que integram o Cancioneiro de Alfonso X, Cantigas de Santa Maria.
A popularidade da loa religiosa fez com que, no final do século XVII, esta ganhasse autonomia relativamente ao texto dramático e surgisse como uma espécie de hino popular entoado geralmente em honra da Virgem e dos santos.
Loa pode ainda significar, em registo popular, mentira, léria.
Como referenciar: loa in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-05-25 21:18:18]. Disponível na Internet: