Artigos de apoio

Louis Becke
Escritor australiano, George Lewis Becke nasceu a 18 de junho de 1855, em Port Macquarie, na Nova Gales do Sul. Filho de um escrivão de tribunal, acompanhou a família na sua mudança para Sydney, ocorrida em 1867, onde frequentou pela primeira vez a escola.
Em 1869 foi autorizado a acompanhar o irmão numa viagem marítima até São Francisco, nos Estados Unidos da América. Regressando ao cabo de dezanove meses, procurou partir o mais cedo possível da Austrália, tendo chegado a embarcar clandestinamente a bordo de um veleiro com rumo a Samoa. Fundeando no arquipélago, conseguiu arranjar trabalho como guarda-livros numa firma australiana.
Embora travando conhecimento com alguns dos piratas que frequentavam essas ilhas na altura, Becke mostrou-se suficientemente responsável para que os seus patrões lhe confiassem uma pequena embarcação, destinada a venda posterior. A viagem de mais de duas mil milhas náuticas, rumo às Ilhas Marshall, foi interrompida ao fim de três meses por um naufrágio. Recolhido por um navio da Marinha Real Britânica, Becke foi levado a tribunal por acusações de pirataria, das quais foi mais tarde ilibado.
Depois desta aventura, Becke percorreu uma série de empregos e biscates: fez parte de uma corrida ao ouro, foi ferroviário e bancário. Em 1880 foi contratado como agente de negócios para uma firma sediada em Kiribati e, no ano seguinte, conseguiu montar a sua própria loja na Ilha de Nukufetau, onde casou com uma nativa. Seis meses após se ter estabelecido, perdeu toda a sua mercadoria num naufrágio.
De regresso a Sydney, não se conseguiu ambientar com o estilo de vida australiano e assim, depois de ter colaborado com firmas multi-nacionais sediadas na Nova Bretanha, optou por desempenhar as funções de agente de negócios, viajando um pouco por toda a Oceânia. Durante alguns meses do ano de 1890, trabalhou como secretário para a Real Sociedade Geográfica da Australásia.
No ano de 1892, vendo-se desempregado e sem perspetivas de emprego compatível, Becke resolveu tentar a sua sorte na escrita. Publicou o seu primeiro conto no periódico The Bulletin em 1893, com o título 'tis In The Blood. O seu trabalho na imprensa, juntamente com a reputação das suas vivências, atraiu sobre si as atenções do romancista T. A. Browne, que o encarregou de escrever material autobiográfico sob a forma de narrativa, para figurar no romance que este estava a escrever. Browne tirou o máximo partido do esforço de Becke e publicou A Modern Buccaneer sem lhe dar crédito, o que levou o escritor-marinheiro a acusá-lo de plágio perante a justiça. Becke ganhou a causa e a obra foi dividida em volumes, devidamente assinados.
Em 1894 apareceu em Londres uma edição da sua primeira coletânea de contos, By Reef And Palm, que constituiu um sucesso de vendas imediato. Apesar disso, Becke não conseguiu obter grandes proventos, já que no mesmo ano iria declarar-se falido, divorciando-se pouco tempo depois. A situação alterou-se nos finais da década de 90, com a continuação da publicação de compilações de contos grandemente apreciados pelos leitores britânicos. Residindo no Suffolk, teve Rudyard Kipling, o grande escritor colonialista, como vizinho.
Por volta de 1901 passou uma temporada na Irlanda, e no ano seguinte visitou a Jamaica e a Costa Leste dos Estados Unidos da América. Em 1908 conseguiu reunir fundos para uma expedição etnográfica ao Sul do Oceano Pacífico, mas esta acabou por fracassar devido a desentendimentos entre a tripulação. No ano seguinte foi eleito membro da Real Sociedade da Nova Gales do Sul, regressando por essa altura a Sydney, onde continuou a colaborar com o The Bulletin, sempre sem grandes possibilidades económicas.
Vendo a fama das suas histórias a desvanecer-se lentamente, retratos da vida dos nativos dos Mares do Sul abordados pelos colonialistas europeus, começou a consumir álcool em excesso, o que o levou a adoecer gravemente.
Assim, faleceu a 18 de fevereiro de 1913, vítima de cancro, na solidão do quarto de hotel onde residia. Publicou ao todo trinta e cinco livros, seis dos quais em coautoria com Walter James Jeffery.
Como referenciar: Louis Becke in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-10-17 05:05:02]. Disponível na Internet: