Louis Henry Sullivan

Arquiteto norte-americano, Louis Henry Sullivan nasceu a 3 de setembro de 1856, em Boston, e faleceu em 1924, em Chicago. Frequentou, durante um ano, o Instituto de Tecnologia de Massachusetts, em Cambridge, após o que foi trabalhar no atelier do engenheiro William Le Baron Jenney, em Chicago, onde conheceu os arquitetos Daniel Burham, Martin Roche e William Holabird. Entre 1874 e 1876 frequentou a Escola Belas-Artes de Paris. Quando regressou aos Estados Unidos, em 1879, foi trabalhar na empresa de projetos de engenharia "Dankmar Addler", tornando-se dois anos mais tarde sócio dessa empresa, que passa a denominar-se "Adler & Sullivan".
Um dos seus primeiros projetos foi o Auditorium Building, em Chicago (1886-1893), um complexo edifício que integrava um hotel, um teatro e escritórios. Possuía estrutura metálica que era revestida com alvenaria.
Outros projetos idênticos permitiram a Sullivan consolidar um novo modelo de edifícios de escritórios, em forma de arranha-céus, no qual aplicava um esquema compositivo de raiz classicista que acentuava a expansão vertical do volume. Destacam-se os projetos para o Armazém Walker em Chicago (1888-1889), para o edifício Wainwright, em St. Louis (1890-1891), para o Edifício Guaranty, em Buffalo (1894-1896) e para o Edifício Bayard, em Nova Iorque (1897-1898). O Armazém Schlesinger & Mayer, um edifício de doze pisos, construído em Chicago entre 1899 e 1904, com 12 pisos, constitui a sua obra-prima e assume-se como um dos projetos mais influentes para a génese da própria arquitetura moderna.
As conceções arquitetónicas de Louis Sullivan, de sentido funcionalista e organicista, foram bastante influenciadas pelos arquitetos vanguardistas Viollet-le-Duc e Gottfried Semper.
Sullivan foi o principal teorizador de entre os arquitetos que integraram o movimento da Escola de Chicago, destacando-se, na sua vasta obra escrita, o ensaio, publicado em 1896, "The Tall Office Building Artistically Considered".
Como referenciar: Louis Henry Sullivan in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-21 16:06:34]. Disponível na Internet: