Luis Barragan

Arquiteto mexicano, Luis Barragan nasceu em 1902, em Guadalajara, e morreu em 1988, na Cidade do México. Tendo-se formado em engenharia em 1924, dedicou os primeiros anos da sua carreira a viajar por França, Espanha e norte de África, analisando a arquitetura mediterrânica. Em 1931 viveu algum tempo em Paris onde entrou em contacto com a arquitetura e as ideias do arquiteto modernista Le Corbusier. A primeira fase da sua carreira foi claramente influenciada por este arquiteto, mas, a partir da década de 40, começou a utilizar elementos da arquitetura tradicional mexicana e das arquiteturas que estudara durante as suas viagens, sintetizando-os num estilo pessoal.
Foi um homem religioso e defendeu que a arte não pode ser dissociada das suas raízes religiosas e míticas. A sua obra tem sido classificada como espiritual e serena, características visíveis, por exemplo, no Convento de Tlalpan, (Cidade do México, 1952-55). Apesar de serem por vezes considerados minimalistas, os seus edifícios possuem uma grande riqueza de texturas, de cores e de variedade de materiais naturais, integrando-se harmoniosamente na paisagem que os circunda, como são exemplos a Casa António Galvez (San Angel, México,1954) ou a Quinta Los Clubes (Cidade do México, 1963-64).
Em 1980 foi-lhe atribuído o Prémio Pritzker, considerado o Nobel da arquitetura.
Como referenciar: Luis Barragan in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-08-12 04:11:28]. Disponível na Internet: