Macaco

O Macaco é o nono dos doze signos, a que correspondem os seguintes anos: 2004, 1992, 1980, 1968, 1956, 1944, 1932, 1920… É considerado o signo mais versátil de todos.
Segundo uma lenda muito antiga, que explica a formação deste Zodíaco assim como o carácter dos seus nativos, o macaco chegou imediatamente a seguir à cabra e antes do galo ao encontro com o imperador. Este trio atravessou o rio em conjunto e com espírito de entreajuda. O galo descobriu uma jangada e convidou os outros dois animais a atravessar o rio com ele. Estes limparam a jangada e depois remaram para a outra margem.
Os macacos são imaginativos, inteligentes e divertidos, gostando inclusive de pregar partidas. São rápidos a analisar mentalmente uma situação e rápidos a reagir, assim como se sentem à vontade para se envolver em qualquer tema ou atividade, ou para resolver problemas. São também de confiança e honestos, mas, apesar disso, se acharem que alguém os prejudicou não deixam passar em branco. São também persistentes e empenhados e, por isso, erradamente tomados por manipuladores. Podem ser capazes de complicar a vida a terceiros, embora depois tentem emendar o que fizeram de mal.
Consoante as datas de nascimento, os nativos de Macaco dividem-se em cinco grupos: Metal, Água, Madeira, Fogo e Terra.
Os de Metal são considerados arrojados, esforçados, independentes e amantes da liberdade. Os de Água, por seu turno, são tidos por pacientes, de rápido raciocínio, aventureiros, sociáveis e bons avaliadores das situações. Os do grupo Madeira são talentosos, criativos e amáveis. Quando se sentem auto-confiantes podem ter sucesso na concretização dos seus objetivos. Já os elementos do Fogo têm no charme uma das suas características, sendo também agressivos, impetuosos e ambiciosos. São capazes de reconhecer os próprios erros, assim como de aceitar conselhos. Por fim, os de Terra são considerados engraçados e amantes do que é novo, embora avessos à aventura, nomeadamente no que toca a tomar a iniciativa com pessoas do sexo oposto.
Em algumas regiões da China o macaco é venerado como o Grande Sábio Igual ao Céu.
Como referenciar: Porto Editora – Macaco na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-07-30 01:07:32]. Disponível em