Malcolm McDowell

Ator inglês nascido em 1943, estudou Interpretação em Londres, mas trabalhou dois anos como vendedor antes de enveredar pela profissionalização como ator. Em 1965, juntou-se à prestigiada Royal Shakespeare Company, onde nunca conseguiu ultrapassar a condição de ator secundário. Após alguns trabalhos televisivos, integrou o elenco do filme Poor Cow (1967) de Ken Loach, mas a maior parte das suas cenas foram cortadas na sala de montagem. Contudo, o realizador Lindsay Anderson reparou no seu potencial e convidou-o para protagonizar If... (1968), um título surrealista sobre um grupo de estudantes que se revolta contra o sistema vigente. A temática do filme causou controvérsia, tal como A Clockwork Orange (Laranja Mecânica, 1971), o filme mais emblemático da carreira do ator. O seu trabalho como Alex De Large foi apelidado por alguma crítica como um hino à violência gratuita e brutalidade. McDowell continuou a desempenhar personagens perturbadas, não conseguindo escapar a uma certa tipificação. Tal foi evidente em Caligola (Calígula, 1979), um filme erótico produzido pela revista Penthouse onde deu corpo ao célebre imperador romano. Depois disso, a carreira do ator entrou numa fase descendente, acumulando inúmeros insucessos comerciais nas décadas de 80 e 90. Nos seus últimos filmes, desempenhou o papel de vilão em comédias como Mr. Magoo (1997) e I Spy (O Espião Sou Eu, 2002).
Como referenciar: Malcolm McDowell in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-12-01 15:40:56]. Disponível na Internet: