Manchúria

Região do Nordeste da China, com uma extensão de 802 000 km2 e uma população de 92 050 000 habitantes (1983). Compreende as províncias de Heilong-Kiang Kirin e Liaoning e tem a sua capital na cidade de Mukden. Faz fronteira com a Rússia a noroeste, a norte e a leste, e com a Coreia do Norte a sul.
O seu território compreende uma planície central, limitada por cadeias montanhosas. É uma das regiões mais industrializadas da China, sobretudo no que respeita à indústria química, siderúrgica, têxtil, de papel e hidroelétrica. Na agricultura produz linho, algodão, arroz, tabaco, legumes, cana-de-açúcar, entre outros produtos. Os seus recursos naturais contam ainda com reservas de carvão, ferro e petróleo.
O território foi integrado na China pela dinastia Manchu dos Tsing (1644-1912) e, com o declínio do Império Chinês, foi o principal cenário da guerra sino-japonesa (1894-1895). Na Guerra Russo-Japonesa de 1895-1905 esteve também em causa o controlo da região. Os Russos acabaram por ser expulsos e, em 1932, o Japão consolidou a sua posição ao criar o Estado de Manchukuo, que viria a desintegrar-se com a derrota do Japão na Segunda Guerra Mundial, em 1945. Três anos mais tarde, a Manchúria passou a fazer parte da República Popular da China e, em 1955, a China recebeu também as cidades de Port Arthur e Dairen, bem como o controlo do Transiberiano.
A Manchúria acabaria por se tornar uma das principais zonas industrializadas do país.
Como referenciar: Manchúria in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-18 02:01:56]. Disponível na Internet: