Artigos de apoio

mania
Euforia caracterizada por um humor básico exaltado, com sensação de "força" e "confiança".
É um delírio geral que invade toda a atividade mental do sujeito e não permite qualquer contacto do paciente com a realidade. Os sintomas são uma grande euforia, agitação e perturbação do humor, com hiperestesia afetiva, versatilidade do humor, hiperatividade motora, desinibição verbal e comportamental e perturbação do sono.
Ao nível de conteúdo da consciência existe um sentimento de bem-estar corporal e uma sensação de facilidade e de espontaneidade de todos os processos psicológicos. A mania é vivida como uma tonalidade agradável de todos os acontecimentos e experiências.
Tem como principais manifestações:

- Vivências de prazer, júbilo, otimismo e esperança.
- Sentimentos de valor pessoal: orgulho, força, triunfo e superioridade.
- Aceleração do pensamento: produção ideativa, velocidade associativa, associações superficiais, "facilidade em pensar", "pressão para falar", dificuldade de concentração e da atenção, e fuga de ideias (verborreia), onde o pensamento salta de assunto para assunto, tornando-se incoerente.

Na mania o funcionamento psicológico refere-se apenas a partes do self onde se encontram as boas experiências, com expulsão das más. Desaparece o passado e aparece a ilusão de que é a primeira vez que acontece tudo. Há uma enorme expansividade do eu.

Como referenciar: mania in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-11-21 08:02:26]. Disponível na Internet: