Manic Street Preachers

Originário de Blackood, País de Gales, o grupo rock Manic Street Preachers surgiu em 1988. Depois de um conjunto de singles que impressionou pela sonoridade agressiva e pelos textos politicamente empenhados - "Suicide Alley" (1989), "New Art Riot" (1990), "Motown Junk" (1991) e "You Love Us" (1991) - foi editado o duplo álbum de estreia, Generation Terrorists (1992), que incluiu os êxitos "Slash 'N' Burn", "Motorcycle Emptiness" e "Little Baby Nothing" (com a participação vocal da atriz Traci Lords). Depois do lançamento do single Suicide Is Painless (1992) foram editados os seguintes álbuns: Gold Against The Soul (1993), do qual foram extraídos os singles "From Despair To Where", "La Tristesse Durera", "Roses In The Hospital" e "Life Becoming A Lanslide"; The Holy Bible (1994), que incluiu os singles "Faster", "Revol" e "She Is Suffering"; "Everything Must Go" (1996), do qual surgiram os sucessos "A Design For Life", "Everything Must Go", "Kevin Carter" e "Australia". Considerado álbum do ano em várias revistas da especialidade, Everything Must Go ganhou o Prémio Britt para Melhor Álbum, em 1997, e possibilitou-lhes o Britt para a Melhor Banda.
Em fevereiro de 1995, o guitarrista Richey James desapareceu sem deixar rasto, em vésperas da digressão americana do grupo. Em 1998, os Manic Street Preachers editaram This Is My Truth, Tell Me Yours (1998), que incluiu os singles "If You Tolerate This, Your Children Will Be Next", "The Everlasting" e "You Stole The Sun From My Heart". Passaram por Portugal na digressão europeia de 1998, a 2 de novembro de 1998, para um espetáculo no Coliseu dos Recreios, em Lisboa.
Em fevereiro de 1999 foram galardoados com dois prémios Britt para Melhor Álbum e Melhor Banda.
A banda regressou às edições de estúdio em 2001 com o álbum Know Your Enemy, recuperando a lógica de revolucionar a pop britânica, com um discurso politizado e polémico, abordando temas de divisão social e problemáticas globais. Os resultados de vendas foram bastante razoáveis e as críticas saudaram o retorno da banda à filosofia da sua fundação.
Como referenciar: Manic Street Preachers in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-01-20 09:29:46]. Disponível na Internet: