Manuel Pessanha

Nascido no século XV e falecido em data desconhecida, foi um fidalgo que desempenhou na Índia o cargo de capitão da fortaleza de Angediva, em Goa. Foi para estas paragens em 1504, com o vice-rei D. Francisco de Almeida, que tencionou nomeá-lo capitão de Cochim após o derrube da fortaleza de Angediva. Consta no entanto que tinha um carácter demasiado vincado, o que provocava o afastamento dos demais e impediu que acedesse ao posto em Cochim.
Tomou parte na conquista de Mombaça, assim como no combate de 1505 em Chaúl, ocasião em que morreu D. Lourenço de Almeida. Nesta batalha pereceram também dois dos cinco filhos de Manuel Pessanha, defendendo o filho do vice-rei. O capitão partiu em seguida para dar a notícia e consolar D. Francisco de Almeida, ato criticado por Afonso de Albuquerque, por não ter esperado o capitão da armada. Esta crítica valeu-lhe a inimizade de Manuel Pessanha.
Este fidalgo acabou por falecer, juntamente com dois dos seus restantes filhos, ao defender corajosamente D. Fernão Coutinho, num combate em Calecute contra os autóctones. O terceiro filho regressou a Portugal.
Como referenciar: Manuel Pessanha in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-23 03:34:20]. Disponível na Internet: