Manuel Serrão

Empresário Manuel Serrão nasceu em 1959, na freguesia da Vitória, no Porto, mas aos sete anos foi viver para Lisboa com o padrinho. Regressou ao Porto onde fez o liceu, mas voltou a Lisboa onde durante sete anos frequentou a Universidade Católica. Nos tempos de estudante de liceu, chegou a ser dirigente da Juventude Centrista.
Depois de se ter formado em Direito, Manuel Serrão começou a sua atividade de jornalista em 1983, no jornal O Comércio do Porto, onde chegou a editor da secção desportiva. Do Comércio do Porto, onde esteve três anos e meio, saiu para trabalhar no mundo dos têxteis e da moda. Mas, mesmo depois de abandonar o jornalismo como atividade principal, manteve várias ligações aos meios de comunicação social e foi colaborador de jornais como o Semanário, Gazeta dos Desportos, O Independente, O Jornal de Notícias, O Jogo, Correio de Fafe, a revista Lux, A Capital e 24 Horas. Manuel Serrão escreveu principalmente sobre desporto, mas também abordou outras áreas nas suas crónicas, nomeadamente a gastronomia. A nível de rádio colaborou oito anos, entre 1992 e 2000, com a TSF, onde apresentou Crónicas de Escárnio e Mal Dizer e fez crítica social e de costumes. No Natal de 1994 publicou em livro, numa edição limitada destinada a amigos, algumas das suas crónicas de escárnio e mal dizer.
No entanto, só se tornou verdadeiramente conhecido do grande público a partir do momento em que integrou o painel de comentadores residente do programa da SIC Noites da Má Língua, em meados da década de 90. Esteve lá durante os três anos que durou o programa apresentado por Júlia Pinheiro. Ainda na SIC, foi comentador no programa desportivo Os Donos da Bola, defendendo o seu clube, o Futebol Clube do Porto, e participou em Cantigas de Mal Dizer.
Como empresário, Manuel Serrão está ligado à organização de salões, desfiles e exposições nas áreas da moda e do setor têxtil. Nasceu assim a sua ligação à Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE), sediada no Porto, onde chegou a vice-presidente, cargo que ocupou durante seis anos. No âmbito da ANJE passou a ser a partir da terceira edição o responsável pela organização do Portugal Fashion, um dos mais conceituados festivais de moda de Portugal. Ainda na área da moda e dos têxteis, o antigo jornalista desempenhou as funções de consultor da Exponor para as feiras têxteis, de responsável executivo do salão têxtil Mod'tíssimo, de diretor do sítio portaldemoda.pt e de editor do Jornal Têxtil.
Em 2003, envolveu-se na criação do bar ACT, no Porto, e vários eventos ligados ao mundo da moda como o "Modíssimo", o "Porto Fashion Awards", o "Hair Fashion" e o "Matosinhos Está em Moda". No ano seguinte, regressa à televisão como membro do júri do concurso "Um Sonho de Mulher - Miss Portugal 2004", promovido pelo jornal Correio da Manhã e pela SIC.
Como referenciar: Manuel Serrão in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-24 00:54:12]. Disponível na Internet: