máquina de barbear

Desde os tempos mais remotos vários instrumentos foram sendo inventados para que os homens se pudessem barbear. A navalha de lâmina de ferro utilizada nas civilizações grega e romana perdurou até ao século XIX. Foram-se tornando mais aperfeiçoadas, mais afiadas e duradouras com a evolução das indústrias do ferro. Era mais frequente o homem deslocar-se a uma barbearia do que fazer a barba em casa.
Com o avanço tecnológico do século XX, surgiram outros tipos de instrumentos de barbear mais seguros e mais fáceis de utilizar que procuravam responder ao dia a dia cada vez mais apressado e mais agitado do homem moderno. Em 1903 foram postas no mercado por King Camp Gillette as primeiras máquinas de barbear seguro parcialmente descartáveis, apenas a parte superior onde se encontrava a lâmina era deitada fora ao fim de algumas utilizações. Em 1930 aperfeiçoa este seu modelo, só a lâmina era descartável.
O uso mais frequente do plástico nos anos trinta fez com que se produzissem vários objetos mais económicos e práticos, incluindo as máquinas de barbear. Foi em 1975 que, com Marcel Bich (criador da esferográfica descartável BIC em 1953), surgiu a primeira máquina de barbear económica totalmente descartável, fácil e rápida de usar.
Para além destas máquinas surgiram em simultâneo as máquinas de barbear elétricas. O primeiro destes aparelhos foi inventado nos anos 20 pelo canadiano Jacob Schick e tinha o motor separado do suporte da lâmina por um cabo flexível.
Como referenciar: máquina de barbear in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-10 13:37:42]. Disponível na Internet: