Marcus Gronholm

Campeão do mundo de ralis, Marcus Gronholm nasceu a 5 de fevereiro de 1968, em Kauniainen, na Finlândia. O interesse de Marcus pelos desportos motorizados surgiu devido à influência do pai, Ulf, que na década de 70 era um dos melhores pilotos finlandeses de ralis. No entanto, Marcus optou inicialmente pelas motos, mais concretamente pelo motocrosse, e com 13 anos disputou as primeiras corridas na especialidade. Durante cinco anos, dedicou-se em exclusivo ao motocrosse, mas um dia magoou-se nos joelhos e teve de abandonar as corridas em duas rodas.
Virou-se, então, para o desporto automóvel e em 1987, no ano em que tirou a carta, estreou-se nos ralis, seguindo desse modo as pisadas do pai.
Logo no segundo ano em que concorreu sagrou-se campeão finlandês júnior de ralis, ao volante de um Opel Ascona B e em 1989, já com um Lancia Delta HF Integrale, foi campeão do seu país na categoria de Produção, uma espécie de II Divisão deste tipo de competições. Nessa altura começou a dar nas vistas e chamou a atenção da Toyota, marca a que se ligou a partir de 1990. Com carros da marca japonesa conquistou, entre 1994 e 1998, quatro vitórias no Rali dos Mil Lagos, prova disputada na Finlândia que fazia parte do Mundial de Ralis. Pelo meio somou vários títulos finlandeses em diversas categorias. Até 1996, Marcus dividia a sua atividade de piloto com a de agricultor, mas a partir desta data apostou definitivamente nas competições automóveis.
Em 1999, a Peugeot fez uma grande aposta no Mundial de Ralis e contratou Marcus Gronholm para pilotar um dos 206 WRC. O piloto finlandês fez uma temporada discreta, mas manteve o lugar na equipa francesa. A grande surpresa surgiu no ano 2000. Apesar de não ser um dos favoritos, nem sequer era o principal piloto da Peugeot, Gronholm conquistou o título mundial, depois de vencer quatro provas da temporada, os ralis da Suécia, Finlândia, Nova Zelândia e Austrália. Ficou ainda em segundo lugar no Rali de Portugal. No ano em que conseguiu a primeira vitória na categoria máxima dos ralis, a WRC, Gronholm chegou logo ao título.
Em 2002, Gronholm voltou a vencer o Mundial de Ralis, alcançando a vitória nos ralis da Austrália, Nova Zelândia, Chipre, Suécia e Finlândia.
Como referenciar: Marcus Gronholm in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-10 19:17:14]. Disponível na Internet: