Maria Alberta Menéres

Maria Alberta Menéres nasceu em Vila Nova de Gaia a 25 de agosto de 1930 e morreu a 15 de abril de 2019, em Lisboa.

Licenciada em Ciências Histórico-Filosóficas pela Faculdade de Letras de Lisboa, foi produtora no Departamento de Programas Infantis e Juvenis da RTP; desenvolveu atividades de tradutora de literatura infantil e de diretora de publicações periódicas especializadas em assuntos sobre a infância e a adolescência.

Conhecida junto das camadas mais jovens sobretudo como autora de obras pedagógicas, de literatura infantil e de ficção juvenil, Maria Alberta Menéres consagrou-se como poetisa, devendo-se-lhe ainda, em colaboração com E. M. de Melo e Castro, um trabalho de sistematização da poesia da Geração de 50, a Antologia da Novíssima Poesia Portuguesa.

Formada na convergência das tendências poéticas que atravessaram a década de 50, a poesia de Maria Alberta Menéres anuncia, ao mesmo tempo, a extática adoração da palavra (cf. "Sublime é a palavra que nos lembra", de Água-Memória) da década seguinte, contando-se o seu nome entre os colaboradores de Cadernos do Meio-Dia.
Como referenciar: Maria Alberta Menéres in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-09-30 15:20:55]. Disponível na Internet: