Mariana Alcoforado

Freira de Beja, Soror Mariana Alcoforado foi a suposta autora das célebres Lettres Portugaises. Mais do que personagem, o nome de Mariana figura nestas Novas Cartas Portuguesas como um arquétipo feminino português que, através dos vários géneros ensaiados (poesia, narrativa, epístola) e através dos vários fragmentos de vidas esboçados, procura uma libertação da sua verdadeira voz. Mariana não existe, deste modo, como ser individual, mas como ser coletivo, sintetizando tipos e situações representativos da condição da mulher portuguesa, no passado ou no presente. Ao mesmo tempo, este novo tipo de discurso de Mariana posiciona-se relativamente ao arquitexto das Lettres como reverso, já que, para o sujeito enunciador feminino, o discurso deixa de ser expressão de uma existência aniquilada pelo sofrimento amoroso, para ser expressão de libertação, assumindo, por exemplo, sem pejo, o erotismo, e não receando contrariar as convenções que impunham à mulher um discurso socialmente vigiado.
Como referenciar: Mariana Alcoforado in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-23 04:00:34]. Disponível na Internet: