marijuana

Marijuana, erva, liamba ou maconha são diferentes termos que designam a mesma droga.
A marijuana é uma canabinóide, com propriedades alucinogénicas, sendo obtida a partir da planta Cannabis sativa, da qual se extraem também outras drogas, como o haxixe e o óleo de haxixe, ambas com maior concentração de 9-delta-tetrahidrocanabinol (molécula responsável pelo efeito de alteração da consciência) do que a marijuana. Esta droga é formada pelas folhas e flores da planta, as quais, depois de secas, são trituradas e consumidas, sobretudo sob a forma de cigarros, misturando-se a erva, ou não, com tabaco. A marijuana pode também ser utilizada em aplicações culinárias, sendo empregue na produção de pequenos bolos com efeitos alucinogéneos ou, ainda, em infusões, na preparação de chás, nos quais a concentração da molécula com efeitos psicotrópicos é muito mais baixa. Os efeitos do consumo desta substância são idênticos aos do consumo dos restantes canabinóides, ocorrendo uma facilitação da comunicação, hilariedade, desinibição e tendência para falar desenfreadamente, ou, pelo contrário, induzindo um estado de isolamento e alucinações desagradáveis, consoante o estado físico e psíquico do consumidor.
O consumo de marijuana não desencadeia dependência física, não existindo, no entanto, consenso quanto a uma eventual dependência psicológica.
Utilizada na Ásia e América do Sul durante largos séculos pelas culturas tradicionais, a marijuana - tal como o haxixe e o óleo do mesmo - é uma substância atualmente proibida na maioria dos países. Existe uma grande diversidade de movimentos, em todo o Mundo, que lutam pela despenalização desta droga classificada como leve, já que não origina dependência e o seu consumo não acarreta consequências sociais ou de saúde pública, o que não acontece com outras drogas, como a heroína e o tabaco. Inclusivamente, o consumo por prescrição médica desta substância está já autorizado em alguns países, nomeadamente em casos de pacientes com glaucoma, porque reduz a tensão intraocular, em doentes cancerosos submetidos a quimioterapia, atenuando os enjoos e as dores, e em doentes com sida, já que estimula o apetite, entre outros efeitos benéficos.
Como referenciar: marijuana in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-08-04 08:57:17]. Disponível na Internet: