Marin Marais

Compositor e instrumentista francês nascido a 31 de março de 1656, em Paris, França.
Manifestando desde cedo apetência para a música, começou por ser menino de coro na Sainte Chapelle du Palais. Em seguida, começou a estudar música com Hottemann e, depois, viola, com Sainte Colombe. Foi também aluno de composição de Jean-Baptiste Lully que o orientou particularmente no estilo dramático.
A partir de 1676, tornou-se músico de viola da gamba na corte e, entre 1679 e 1725, foi chefe da orquestra real e da Academia Real de Música. Aquando da morte de Lully, Marin Marais não só exerceu as funções de maestro da orquestra da Ópera de Paris, como também compôs quatro óperas para a Academia Real de Música que seguem o estilo francês à tradição de Lully e das quais se destaca Alcyone (1706), com a sua célebre passagem La Têmpete (a tempestade). Marin Marais distinguiu-se, no panorama musical barroco, sobretudo pelas virtuosas obras instrumentais, como La Gamme, para violino, viola e cravo, e Sonnerie du Mont de Saint Geneviéve à Paris, para dois violinos e baixo contínuo, entre outras peças. Marin Marais, que teve dezanove filhos (a maioria dedicou-se à música), foi um dos maiores tocadores de viola da gamba, instrumento que deslumbrou na corte de Luís XIV.
Marin Marais faleceu a 15 de agosto de 1928. Em 1991, Alain Corneau realizou o filme Tous les Matins du Monde, que retrata algumas passagens das vidas de Marin Marais e do seu professor Sainte Colombe.
Como referenciar: Marin Marais in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-17 14:46:52]. Disponível na Internet: