Marta de Lima

Escritora portuguesa, de nome completo Zulmira Pires de Lima Castilho, nascida a 26 de setembro de 1914, em Linda-a-Pastora, licenciada em Direito pela Universidade de Coimbra e casada com o embaixador Guilherme de Castilho, passou grande parte da sua vida no estrangeiro. Colaborou em várias publicações periódicas, como Diário Popular, Diário de Notícias e O Século. A sua obra de estreia, Álbum, já assumida com o pseudónimo Marta de Lima, recebeu o prémio revelação da Sociedade Portuguesa de Escritores. Para Mário Dionísio (citado numa nota de introdução a O Sabor da Vida, 1965), "Possuidora de uma visão profundamente humana e, por isso mesmo, enternecida e irónica, ao mesmo tempo, ora compreensiva, ora quase mordaz, e tão autêntica num aspeto como noutro, o que Marta de Lima traz à nossa atualidade literária feminina é o exercício da escrita como ato inteligente que não se envergonha de o ser".
Como referenciar: Marta de Lima in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-03-20 08:55:58]. Disponível na Internet: