Martim Afonso de Sousa

Navegador português nascido cerca de 1490, em Vila Viçosa, e falecido a 21 de julho de 1564, em Lisboa. Foi enviado numa expedição ao Brasil, tendo-lhe sido confiados grandes poderes - repartir terras, criar oficiais de justiça e fundar colónias - e o título de governador da Nova Lusitânia. Foi o fundador da primeira colónia portuguesa no Brasil, em São Vicente, em 1532, e tornou-se seu capitão-donatário no ano seguinte. Efetuou também vários ensaios de exploração do interior. Crê-se que terá introduzido a cultura da cana-de-açúcar no Brasil.
De regresso a Portugal, partiu de novo para o mar, desta vez em direção à Índia, com a nomeação de capitão-mor do mar da Índia. Na altura, quem governava aquelas terras era D. Nuno da Cunha, substituído mais tarde por D. Garcia de Noronha. Martim Afonso de Sousa participou com sucesso em vários combates, a favor e contra sultões e rajás, tendo conseguido que o sultão de Cambaya fizesse a concessão, há muito esperada, da construção da fortaleza de Diu por D. Nuno da Cunha.
Foi nomeado governador da Índia por D. João III, em 1541, cargo que ocupou no ano seguinte. Melhor combatente do que governador, o seu desempenho não foi feliz, pelo que foi substituído por D João de Castro em 1545. Regressou ao reino em 1546.
Era irmão de Pero Lopes de Sousa, autor de uma importante descrição da situação vivida na colónia brasileira.
Como referenciar: Martim Afonso de Sousa in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-11-18 16:04:36]. Disponível na Internet: