Maurice Leblanc

Escritor e jornalista francês, Maurice Leblanc nasceu a 11 de dezembro de 1864 na cidade de Roão. Filho de um armador naval, escapou por um triz às chamas de um incêndio que deflagrou na residência familiar, contava apenas quatro anos de idade. Aos seis, testemunhou o rebentamento da Guerra Franco-Prussiana, pelo que foi quase imediatamente evacuado para a Escócia, onde permaneceu cerca de um ano.
Teve possibilidades de estudar em França, na Alemanha e em Itália, mas interrompeu o seu curso de Direito com a intenção de se tornar escritor. Trabalhou durante algum tempo na empresa da família, até conseguir estabelecer-se como repórter policial para jornais como o Echo de Paris. Publicou o seu primeiro livro aos vinte e três anos de idade, um romance psicológico com o título Une Femme, e continuou a sua carreira na imprensa durante vinte anos, recolhendo material e compondo lentamente a personagem que o consagrou como escritor.
Em 1907 apareceu Arsène Lupin, Gentleman Cambrioleur, romance de aventuras em que Leblanc apresenta Arsène Lupin. Gatuno subtil, serve-se das suas astúcias criminosas para ajudar o próximo, preferencialmente salvando o predicamento de uma dama. Tendo como adversário o inspetor Ganimard, Lupin prevê o comportamento rotineiro da polícia, que põe a ridículo com requintes de ironia, disfarçando-se e conseguindo manter o sangue-frio necessário para fornecer pistas falsas. Por exemplo, em Arsène Lupin Contre Herlock Sholmes (1908), Leblanc faz um confronto entre o ladrão cavalheiro e o grande detetive londrino, do qual Arsène Lupin sai vencedor. Em 1910 apareceu 813, tido pela crítica como um dos seus melhores romances da série 'Arsène Lupin'. Acusado de homicídio, o protagonista encaminha subtilmente a polícia ao encalço do verdadeiro culpado, que se revela ser um traficante de diamantes.
Se em Les Dents Du Tigre (1921) Arsène Lupin auxilia a justiça a capturar um assassino, a verdade é que algum tempo depois da publicação de vários episódios da série, o próprio Maurice Leblanc seria chamado a servir como consultor do corpo policial.
Tornado membro da Legião de Honra francesa, Maurice Leblanc faleceu em Perpignan, a 6 de novembro de 1941.
Como referenciar: Maurice Leblanc in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-04-10 04:54:22]. Disponível na Internet: