mecanismo de reação química

O mecanismo da reação química consiste na descrição tão pormenorizada quanto possível da via através da qual se efetua uma reação. O conhecimento do mecanismo permite na prática a escolha das condições mais adequadas para que dada reação seja cinética e termodinamicamente favorável.
Deve responder a questões como: que ligações são quebradas e em que ordem, quantos passos se encontram envolvidos, as velocidades de cada um, etc. Mais rigorosamente, o mecanismo deveria implicar o conhecimento das posições relativas de todos os átomos em cada instante até à formação dos produtos finais, assim como a energia em cada estágio do processo. Contudo, tal objetivo não pode ser conseguido com as disponibilidades experimentais de que se dispõe na atualidade.
Em geral, qualquer passo elementar de uma reação é um processo monomolecular, envolvendo a cisão de uma só ligação química ou bimolecular, isto é, envolvendo a colisão entre duas moléculas. Estes processos podem ser iónicos, quando uma ligação se cinde e o par eletrónico fica com uma das frações resultantes, ou radicalares, quando cada fração molecular fica com um eletrão.
Deste modo, as reações podem designar-se, quanto ao mecanismo, através de siglas. Por exemplo, SN1 significa substituição nucleófila monomolecular.
Como referenciar: mecanismo de reação química in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-26 10:51:44]. Disponível na Internet: