Memórias das Minhas Putas Tristes

Romance do conceituado escritor colombiano Gabriel García Márquez, editado em 2005. A par de Cem Anos de Solidão é considerada, por algumas críticas, uma obra-prima do autor, e, por outras, polémica.
A história centra-se no amor de um velho jornalista prestes a fazer 90 anos e uma adolescente, que conheceu virgem e que vive numa casa de prostituição. É uma profunda reflexão sobre a velhice. A juventude serve de referência ao passado, de nostalgia, que ajuda a enfatizar a idade avançada do protagonista. A alusão à aproximação de um século de vida não é vista na obra como o fim mas sim como uma afirmação de vida. É um convite ao sentimentalismo e ao reavivar do amor que, à partida, estaria perdido para sempre.
De estilo um pouco diferente do habitual no autor (o recorrer ao maravilhoso e ao sobrenatural), o romance transmite uma realidade de certa forma estranha e uma exaltação do amor físico.

Como referenciar: Memórias das Minhas Putas Tristes in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-05-26 23:58:02]. Disponível na Internet: