Michael Caine

Ator inglês, Michael Caine, cujo nome real é Maurice Joseph Micklewhite, nasceu a 14 de março de 1933, em Londres, filho de um vendedor de peixe. Deixou de estudar aos 15 anos e começou a trabalhar, antes de servir no Exército Britânico na Coreia. Após o serviço militar, arranjou emprego no teatro como assistente de diretor de cena e adotou o nome de Caine, a partir do filme The Caine Mutiny (Os Revoltados do Caine,1954), a conselho do seu agente, trabalhando em mais de 100 séries de televisão e filmes durante a sua carreira. A fama internacional foi obtida com o filme Zulu (1964), um filme de aventuras em África em que Caine fazia o papel de um oficial aristocrático. O filme Alfie (1966) trouxe-lhe, para além da nomeação para o Óscar de Melhor Ator, um grande prestígio, que se repetiu em filmes como Gambit (Ladrão Roubado,1966), Funeral in Berlin (1966), Woman Times Seven (Sete Vezes Mulher,1967), The Battle of Britain (A Batalha de Inglaterra, 1969), Kidnapped (Magnífico Rebelde, 1971), Sleuth (Autópsia de um Crime, 1972), que lhe proporcionou outra nomeação para o Óscar de Melhor Ator, The Man Who Would Be King (O Homem que Queria Ser Rei, 1975), Escape to Victory (Fuga Para a Vitória, 1981), Educating Rita (A Educação de Rita, 1983), com o qual foi nomeado, mais uma vez, para o Óscar de Melhor Ator, The Jigsaw Man (O Grande Espião, 1983), juntamente com Sir Lawrence Olivier, Blame It On Rio (Romance no Rio, 1984), Hannah and Her Sisters (Ana e as Suas Irmãs, 1986), que lhe proporcionou o Óscar do Melhor Ator Secundário em 1987, The Fourth Protocol (O Quarto Protocolo, 1987), Blue Ice (1992), Bullet to Beijing (1995), The Cider House Rules (As Regras da Casa, 1999), através do qual obteve o Óscar do Melhor Ator Secundário em 2000, Quills (Quills, As Penas do Desejo, 2000) e Miss Congeniality (Miss Detetive, 2000) entre os cerca de 120 filmes do grande ecrã e da televisão em que participou até hoje. Em 2000 a Rainha de Inglaterra honrou Michael Caine com o título de Sir pela sua contribuição para o cinema. Dono de vários restaurantes em Inglaterra e Miami, Michael Caine escreveu dois livros, um dos quais a sua autobiografia em 1993. Voltou a ser nomeado para o Óscar de Melhor Ator pela sua prestação em The Quiet American (O Americano Tranquilo, 2003), onde interpretou Thomas Fowler, uma personagem baseada no escritor Graham Greene.
Como referenciar: Michael Caine in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-10 08:36:17]. Disponível na Internet: