microcomputador

Os microcomputadores devem a sua existência a duas invenções fundamentais da microeletrónica: o circuito integrado, criado em 1959, que veio permitir a miniaturização dos circuitos do computador, e o microprocessador, que permitiu reduzir as dimensões da unidade central de processamento ao tamanho de um chip de silicone.
O primeiro microcomputador surgiu em 1974, produzido pela empresa americana MITS (Micro Instrumentation Telemetry Systems); o ALTAIR, assim se chamava, era vendido na forma de um kit, através de uma revista tecnológica especializada, a um preço inferior a 400 dólares.
Em 1977, uma outra empresa, a Tandy Corporation, lançou um modelo de micro-computador que logo conquistou o mercado, devido às duas novidades que incorporava: um teclado e um ecrã de raios catódicos; o aparelho podia ainda ser programado pelo utilizador e a informação podia ser guardada em cassetes próprias. Também por esta altura, os engenheiros - programadores Stephen Wozniak e Steven Jobs fundaram uma nova companhia de computadores, a Apple Computers. Os seus computadores, que produziam gráficos coloridos e tinham memória expandida, tornaram a Apple na companhia de mais rápido crescimento na história comercial dos estados Unidos, tal foi o sucesso que atingiram.
Em 1981, a IBM lançou o seu modelo de microcomputador, o "IBM-PC", que utilizava um microprocessador a 16 bits e se servia de um sistema operativo disponível para todos os outros computadores.
Os PC's tornaram-se o standard na indústria de microcomputadores, e vieram dar início ao desenvolvimento de máquinas cada vez mais rápidas e potentes.
Assim, em meados dos anos 80, estes computadores passaram a trabalhar a 32 bits, tornando-se capazes de gerir avançados sistemas operativos de múltiplos utilizadores, a altas velocidades de processamento.
Os microcomputadores ganhavam então capacidade suficiente para servir todas as necessidades das pequenas e médias empresas, abrindo definitivamente caminho para um novo mercado.
A introdução de novos métodos, mais simples, de controlar as operações dos microcomputadores, como a utilização do interface gráfico que permitia ao utilizador selecionar ícones em vez de ter que escrever comandos, veio aumentar ainda mais a atração do mercado por este tipo de máquinas.
Como referenciar: microcomputador in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-09-21 11:52:47]. Disponível na Internet: