migmatito

São designadas por migmatitos as rochas metamórficas em que a formação de novos minerais traduz uma alteração da composição química devido a material vindo do exterior da rocha original.
A rocha é constituída por uma parte metamórfica antiga (o paleossoma), mais ou menos alterada pela cristalização de material novo de composição granítica resultante da fusão parcial das rochas (neossoma). A cristalização do neossoma conduz à formação de minerais claros (normalmente quartzo e feldspatos) abundantes na parte central, enquanto que a parte periférica é enriquecida em minerais negros refratários à fusão.
Os migmatitos caracterizam-se por as porções residuais metamórficas conservarem a sua estrutura xistosa e serem em geral mais escuras por conterem grandes quantidades de minerais ferromagnesianos (biotite, prioxenas, anfíbolas, etc.), que as porções claras de origem magmática (quartzo e feldspato), as quais não possuem estruturas orientadas.
Como referenciar: migmatito in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-08-15 11:59:56]. Disponível na Internet: