Mikhail Baryshnikov

Bailarino, coreógrafo e ator, Mikhail Nikolaievich Baryshnikov, também chamado de "Misha", nasceu a 27 de janeiro de 1948, em Riga, Letónia. Em 1967 e contra a vontade do pai, um oficial estalinista, ingressou no Ballet Kirov. Três anos mais tarde, desempenhou o papel principal no bailado Hamlet, do coreógrafo Konstantin Sergeyev. Em 1974 e durante uma digressão do Ballet Kirov no Canadá, Baryshnikov desertou da URSS para os EUA, onde alcançou de imediato a notoriedade, dado o seu desejo de liberdade e de experimentar um reportório de dança mais extenso e alternativo ao praticado no seu país, particularmente nos domínios do ballet moderno. Posteriormente, adotou a nacionalidade americana e ingressou na Companhia Americana de Bailado. Apesar de Baryshnikov ter continuado a executar bailados clássicos como Giselle, La Bayadère e La Sylphide enveredou por alternativas da dança mais contemporânea: Les Patineurs de Frederick Ashton, Temas e Variações de George Balanchine e Shadowplay de Antony Tudor. A coreógrafa Twyla Tharp concebeu, em 1976, especialmente para ele Push Comes to Shove. O bailarino colaborou com outras companhias e embora tenha sempre evidenciado um virtuosismo inato, a sua dança tornou-se notável pela técnica e preparação nela investida. Em 1976, Baryshnikov debutou como coreógrafo, no Quebra-Nozes para a Companhia Americana de Bailado. Seguiu-se D. Quixote, em 1978. Nesse mesmo ano deixou a Companhia, ingressando no New York City Ballet como bailarino principal e para trabalhar com George Balanchine. Entre 1980 e 1989 regressou à Companhia Americana de Bailado, como diretor artístico, onde continuou a coreografar - Cinderella (1984) - e a dançar - primeiro bailarino em The Mollino Room (1986). Em 1989 atuou num bailado de homenagem a Martha Graham e nesse ano abandonou a Companhia de Bailado. Baryshnikov fez igualmente carreira como ator: no cinema, em 1977, no filme de Herbert Ross, com Anne Bancroft - Turning Point (A Grande Decisão, 1977) - e pelo qual foi nomeado para um Óscar para Melhor Ator Secundário da Academia de Hollywood. Mais tarde atuou em White Nights (O Sol da Meia-Noite, 1985) e Dancers (1987). Trabalhou também no teatro, na Broadway com a peça Metamorphosis (1989) e na televisão, onde participou em diversos programas, entre os quais a multi-galardoada Sex and the City (Sexo e a Cidade, 1998-2004) onde desempenhou a personagem Aleksandr Petrovsky. Igualmente famosas ficaram as suas ligações afetivas com as atrizes Janine Turner, Jessica Lange e com a cantora Liza Minnelli. Em 1990, Baryshnikov fundou a sua própria companhia de dança, a White Oak Dance Project, vocacionada para projetos de dança contemporânea, nomeadamente dos coreógrafos Twyla Tharp e Mark Morris. Em 1998, a Companhia, no seguimento de uma digressão mundial atuou no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.
Como referenciar: Mikhail Baryshnikov in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-22 19:06:37]. Disponível na Internet: