Mirtáceas

Família de plantas dicotiledóneas que se distribui por 144 géneros e cerca de 3000 espécies. As plantas desta família são árvores e arbustos, na sua maioria, perenifólias.
As Mirtáceas (Myrtaceae) distribuem-se pelas regiões tropicais e subtropicais, especialmente na Austrália.
As folhas das plantas desta família são opostas ou alternas, poucas vezes verticiladas, inteiras e, geralmente, coriáceas. Possuem glândulas produtoras de óleos aromáticos. As flores dispõem-se em diversos tipos de inflorescências, como espigas, corimbos, panículas e solitárias. São, geralmente, hermafroditas, raras vezes unissexuais, regulares e heteroclamídeas. O cálice tem quatro ou cinco sépalas, livres ou unidas, frequentemente imbricadas. A corola tem quatro a seis pétalas livres, ou, por vezes, esta está ausente. Os estames são indefinidos, livres ou soldados na base. O gineceu tem normalmente dois a cinco carpelos soldados. O ovário é ínfero unilocular ou plurilocular., com vários óvulos por cada lóculo.
O fruto pode ser seco, cápsula, aquénio, ou carnudo, baga ou drupa.
A espécie Eucalyptus globulus, conhecida por eucalipto, eucalipto-branco ou eucalipto-azul, é uma árvore que pode atingir os 60 metros de altura, ocupa de um modo natural uma pequena zona do sueste da Austrália e da Tasmânia e foi distribuída pelos humanos por quase todas as regiões de clima temperado como a Califórnia, região mediterrânea, Índia, Filipinas, América tropical, América do Sul e África. Na região mediterrânea, encontram-se plantações de eucaliptos, principalmente nas regiões costeiras. É capaz de se desenvolver em locais com um amplo espetro de disponibilidade de água, mas parece crescer melhor quando a água é abundante. É uma árvore melífera com interesse na produção de madeira, lenha, óleos essenciais e, sobretudo, pasta de papel.
A murta ou mirto (Myrtus communis), planta arbustiva com flores cheirosas, bastante cultivada em Portugal, também pertence às mirtáceas.
Como referenciar: Mirtáceas in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-16 01:16:18]. Disponível na Internet: