Moscovo

Aspetos Geográficos
Capital e porto interior da Federação Russa e da Província de Moscovo. Fica situada nas margens do rio Moskva, possui uma superfície total de 800 km2 e uma população de 11 246 600 habitantes (2001).
O natural ou habitante de Moscovo denomina-se moscovita ou mosco.
História e Monumentos
A data da fundação desta cidade é desconhecida, mas sabe-se, no entanto, que no século XII pertencia ao principado de Suzdal. Na altura tratava-se apenas de uma pequena aldeia que cresceu rapidamente, transformando-se em cidade nos finais do século XIII. No ano de 1295 tornou-se capital do principado de Moscovo e expandiu-se muito ao longo do século XIV. A Igreja Russo-Ortodoxa transferiu neste período a sua sede para esta cidade, que se converteu em capital religiosa. Com o reinado de Ivan III, o Terrível, a cidade foi elevada a capital política dos principados russos unificados. A cidade foi palco de guerras, catástrofes e ocupações estrangeiras ao longo da história. No século XIV foi atacada pelos Mongóis; no século XVII, foi ocupada pelos polacos e no século XIX, atacada pelo exército de Napoleão, sofrendo um violento incêndio que contribuiu para a retirada das tropas francesas. Assiste à Revolução de 1905 e em 1917 é nomeada capital da URSS. Após a vitória dos bolcheviques a cidade é alvo de obras de reconstrução e modernização em diferentes setores. Em 1941, durante a Segunda Grande Guerra, o exército alemão foi bloqueado às portas da capital. No início da década de 90 corresponde ao centro de decisão e dá-se a dissolução da União Soviética.
A cidade sofreu a destruição de muitos dos seus monumentos de grande valor artístico, principalmente religiosos, sobretudo com o estalinismo. Dos existentes na atualidade, podemos destacar o Kremlin. Corresponde a um palácio imperial e serviu como sede de governo da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas. É o monumento histórico mais importante da cidade de Moscovo e foi construído no século XII. Está situado num recinto de forma triangular, rodeado por uma muralha de 21 metros de altura e 19 torres, onde se situam também outros palácios importantes com o de Granovitaya e o Terem. O Kremlin está localizado a norte do rio Moskva. No referido recinto destacamos também a Catedral da Assunção, dos séculos XIII/XIV e a de São Miguel. Estas destacam-se na paisagem pela presença das suas cúpulas douradas, nove e cinco respetivamente. A Torre de Ivan, o Terrível, possui 98 metros de altura e próximo dela existe o famoso Sino de Zar, que pesa cerca de 200 toneladas, sendo um dos maiores do Mundo. Também no Kremlin, mas de construção recente (século XX), situa-se o Palácio dos Congressos. Era uma das sedes do Soviete Supremo da extinta União Soviética e dos congressos do partido comunista. Fora desta área sublinhamos a Catedral de São Basílio, famosa pelo colorido das suas cúpulas, visíveis da Praça Vermelha, e o Mausoléu de Vladimir Ilich Lenine, líder da revolução russa.

Aspetos Turísticos e Curiosidades
A cidade de Moscovo apresenta uma planta radiocêntrica onde as avenidas concêntricas ocupam o espaço das antigas muralhas. Os boulevards dividem a cidade em diferentes setores. No centro situa-se o Kremlin e ao lado a Praça Vermelha, a partir da qual saem as ruas radialmente. Os edifícios concentrados no Kremlin estão, na sua maior parte, transformados em museus. O Kitaigorod ou bairro chinês é um dos setores mais conhecidos. Corresponde ao antigo bairro comercial situado a este do Kremlin. É um enclave onde se localizam muitos edifícios ligados ao governo. O estádio Central de Lenine é constituído por 130 edifícios destinados às diversas atividades desportivas. Na Torre de Ostankino, a torre de televisão, existe um observatório panorâmico, a partir do qual se pode avistar a cidade e um restaurante giratório.
Os museus mais importantes são o Museu de Belas Artes A. S. Pushkin, a Galeria de Arte Tretyakov, o Museu de História; o Museu Central Vladimir Lenin e o Museu de Cultura Oriental. A cidade possui ainda vários jardins botânicos que pertencem à Academia Russa das Ciências e o famoso Teatro Bolshoi, situado no centro da Praça Sverdlova. Este edifício apresenta um grandioso pórtico de oito colunas.

Economia
A presença do seu porto faz de Moscovo um dos mais importantes centros comerciais do mundo. A sua indústria é também importante, sendo responsável por uma sexta parte do volume total de produção da CEI. A indústria é muito variada, sendo de destacar a indústria alimentar, a da imprensa e de reparação de equipamentos ferroviários. Possui também indústrias de aeronáutica, aço, automóvel, equipamentos elétricos, instrumentos de precisão, química, têxtil, calçado, mobiliário e de armamento.
A cidade possui um sistema de transporte metropolitano muito famoso e desenvolvido. Todas as linhas ferroviárias e de transporte aéreo convergem para Moscovo.
Existe quase uma centena de instituições de educação superior, sendo a mais famosa a Universidade Estatal de Moscovo. No Centro de Exposições, que conta com 72 pavilhões, são expostos os últimos avanços tecnológicos desenvolvidos nos diferentes setores da economia, ciência e cultura.
Como referenciar: Moscovo in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-07 04:44:50]. Disponível na Internet: