motor elétrico

Foi a teoria da indução eletromagnética desenvolvida em 1831 pelo físico e químico britânico Michael Faraday (Newington, 22-09-1791/Hampton Court, 25-08-1867) que permitiu estabelecer as bases teóricas para o desenvolvimento e construção do motor elétrico.

Um motor elétrico, também designado de eletromotor é uma máquina capaz de transformar energia elétrica em energia mecânica. Segundo o tipo de corrente com que é alimentado, pode ser classificado de motor de corrente contínua ou motor de corrente alterna.
Os elementos básicos que constituem um motor elétrico de corrente contínua são o indutor e o induzido. O indutor compreende o conjunto dos elementos destinados a gerar o campo magnético e é fixo, razão pela qual também é designado de estator. Este é geralmente formado por peças polares de aço macio que constituem um espaço interior oco, dentro do qual vai girar o induzido. O induzido, também designado de rotor, é a parte móvel do motor e é uma peça cilíndrica, oca ou maciça, formada por um conjunto de chapas de aço macio.

Sobre a superfície do rotor estendem-se as bobines, cujos extremos coincidem com o coletor, cilindro solidário do rotor sobre o qual roçam as escovas através das quais as bobines são alimentadas. Cada condutor que se encontre no seio de um campo magnético é percorrido por uma corrente elétrica e é submetido ao impulso da força eletromagnética. O conjunto dessas forças, que operam sobre cada uma das bobines que percorrem a superfície do rotor, fazem-no girar.

O motor de corrente alterna possui um indutor fixo (estator) e um indutor induzido rotativo (rotor) como o motor de corrente contínua, mas com a particularidade de que a corrente de excitação, sendo alterna, gera um campo magnético rotativo que arrasta o rotor com perfeita sincronia (motor sincrónico) ou com um certo desfasamento (motor assincrónico).

O tipo de motor elétrico mais conhecido é o designado motor universal, que não é mais do que um motor contínuo com os enrolamentos ligados em série, mas que é alimentado com corrente alterna monofásica. É muito vantajoso pois apresenta um elevado binário (uma força resistente) de arranque e possui a facilidade de variação de velocidade por introdução de um reóstato.

Outro tipo de motor elétrico para pequenas potências é o denominado motor de repulsão, que é também um motor contínuo, mas cujo indutor é alimentado com corrente alterna monofásica e o induzido em curto-circuito.

Os motores elétricos apresentam várias vantagens, nomeadamente o facto de se poderem controlar com muita facilidade, serem muito silenciosos e não contaminarem o lugar que os envolve, pois não produzem gases residuais. Utilizam-se nas habitações para acionar aspiradores, máquinas de lavar, entre outros; na indústria, para acionar tornos, laminadoras, gruas, e ainda nos transportes.

Como referenciar: motor elétrico in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-09-21 05:33:52]. Disponível na Internet: