movimento browniano

O movimento browniano, como o próprio nome indica, foi descoberto em 1827 pelo botânico inglês Robert Brown (1773-1858) quando estudava as partículas de pólen.
Este movimento consiste num movimento aleatório contínuo de partículas sólidas microscópicas (de cerca de 1 micrómetro de diâmetro) quando em suspensão num fluido.
Pensou-se inicialmente tratar-se da manifestação de qualquer força vital. Reconheceu-se posteriormente ser uma consequência do bombardeamento das partículas pelas moléculas do líquido em constante movimento.
Quanto mais pequenas forem as partículas, mais extensos são os seus movimentos. O efeito é igualmente visível com partículas em suspensão num gás em repouso.
Como referenciar: movimento browniano in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-21 01:59:15]. Disponível na Internet: