Museu Guggenheim de Nova Iorque

Edifício construído entre 1943 e 1956 e inaugurado em 1959. Foi encomendado por Peggy Guggenheim, o qual pretendia criar um local para a promoção da arte "não objetiva" e a educação artística dos seus utentes, numa ação muito semelhante a vários membros da sua família, fundadores de diversas instituições filantrópicas. Da autoria do arquiteto Frank Lloyd Wright, foi concebido como uma hélix, dispondo-se o museu através de uma rampa em espiral contínua, que, no exterior, tem um efeito de casca de caracol. A sua construção é contemporânea da Casa da Cascata, o que mostra a versatilidade do arquiteto, que tanto opta por linhas geométricas como pelas formas helicoidais curvas. No interior alberga uma coleção de obras de arte de vanguarda, com quadros de grandes pintores como Pablo Picasso, Miró , Pollock , Giacometti , De Chirico, Rothko, entre outros. A administração deste complexo está entregue à Fundação Solomon R. Guggenheim, que dinamiza o museu com a organização de exposições, que reúnem, além da coleção permanente, importantes coleções públicas e privadas de todas as partes do mundo.
Como referenciar: Museu Guggenheim de Nova Iorque in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-05-25 14:40:39]. Disponível na Internet: